ico Carregando...
Logo SEEL

Jogos Escolares da Juventude: Sergipe retorna com oito medalhas

Autor(a): Givaldo BatistaVisitas: 27
02 de dezembro de 2019

Twitter Facebook WhatsApp WhatsApp

Imagem de Capa

Os Jogos Escolares da Juventude, encerrados na última sexta-feira (29), movimentaram por duas semanas a cidade de Blumenau, em Santa Catarina. A competição envolveu estudantes dos 26 estados da federação mais o Distrito Federal, premiando ao final com medalhas de ouro, prata e bronze os atletas que mais se destacaram em determinada modalidade.

O Estado de Sergipe sai da competição com o saldo positivo de oito medalhas, duas das quais são de prata e seis de bronze. Essa conquista representou o mesmo número de medalhas conquistado em 2018 no Rio Grande do Norte. Os melhores momentos sergipanos em Blumenau foram registrados com a dupla de Ágatha Bianca e Vanessa, do Vôlei de Praia, medalha de prata, e Gabi, que conquistou também uma medalha de prata no judô. As seis medalhas de bronze foram duas para o Judô, duas para a luta Olímpica e duas para o Badminton.  

Para o chefe da deleção sergipana, o professor e presidente da Federação Sergipana de Badminton, Wendel Oliveira, a avaliação que se faz é altamente positiva, não só pelas medalhas conquistadas, mas também pelo espírito de equipe e união, demonstrado pelos atletas durante a competição. 

"Avalio a nossa participação como positiva. Tivemos boas colocações, embora nem todas tenham se revertido em medalhas. Conseguimos o mesmo número de medalhas do ano passado, porém sem nenhum ouro. As modalidades em que somos mais fortes, badminton e vôlei de praia, conquistaram medalhas de prata. No badminton, especificamente, a renovação da equipe que participou no ano passado e conquistou seis medalhas (3 ouros, uma prata e um bronze) estava praticamente toda renovada e com um desfalque de uma atleta a menos. Esses fatores influenciaram a falta do ouro, além do nível técnico da competição, que a cada ano cresce", comentou Wendel Oliveira.

O dirigente admite que tem muito o que melhorar para despontar no cenário do desporto escolar do Brasil.

Planejando capacitações e clínicas para técnicos e atletas, a fim de que possam estar mais preparados para os anos seguintes. A equipe de oficiais foi espetacular, atendimento médico, cobertura jornalística e apoio aos atletas em todas as modalidades, nos locais de competição, hotel e entorno do evento. Mostrou-se uma equipe dedicada a proporcionar as melhores condições possíveis para a delegação", concluiu o dirigente.

Para a superintendente Mariana Dantas, que prestigiou os primeiros dias do evento em Blumenau, a participação foi muito boa, principalmente por ter apresentado uma equipe renovada, jovens que terão ainda outros Jogos da Juventude, os quais poderão produzir muito mais nos próximos anos.

"Podemos destacar a participação da Luta Olímpica e do Badminton, esportes que estão recebendo investimentos do Governo do Estado e se destacaram com a conquista de duas medalhas de bronze, cada um. Considero a participação como muito boa. Agora vamos reunir a equipe, fazer os apontamentos necessários, para que a gente evolua nas próximas edições", comentou a superintendente Mariana Dantas.

A participação de Sergipe nos Jogos Escolares da Juventude contou com total apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, do Esporte e Cultura, que liberou os ônibus e as passagens para deslocamento da delegação até Blumenau.

Fotos por: Givaldo Batista