ico Carregando...
Logo SEEL

Estudantes Paratletas sergipanos participam de Camping Escolar no centro de treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro

Autor(a): Givaldo BatistaVisitas: 35
26 de junho de 2019

Twitter Facebook WhatsApp WhatsApp

Imagem de Capa

Já se encontra em São Paulo a delegação de paratletas sergipanos que participarão de mais um Camping Escolar Paralímpico. O evento acontece entre os dias 25 de junho e 03 de julho, no Centro de Treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, capital, e reúne paratletas que se destacaram nas Paralimpíadas Escolares de 2018.

Sob o comando do professor e técnico Ezequias dos Anjos, os paratletas sergipanos embarcaram na madrugada desta quarta-feira, 26, no aeroporto de Aracaju. Integram a delegação sergipana os alunos Bruno Marco da Câmara Paixão, Jadson Santos Souza, Kellianny Santos, Tarciso Nunes Barbosa e Luciele Carolaine.

O convite do Comitê Paralimpico Brasileiro (CPB) tem como critério principal o desempenho e os resultados obtidos pelos alunos nas Paralimpíadas Escolares. Os sergipanos foram destaques e classificados entre os melhores em nível nacional no Paratletismo e no Vôlei Sentado.

“Estamos embarcando com esses atletas que são promissores em suas modalidades. Tenho certeza de que esta será mais uma experiência enriquecedora na carreira de cada um e, especificamente, para o desenvolvimento e futuro do Paradesporto Escolar em Sergipe”, disse Ezequias dos Anjos, confiante no papel que cada um desses paratletas desempenhará em São Paulo.

Para o professor Antônio Ferreira, o Ferreirinha, responsável pelo desenvolvimento do Paradesporto no Estado de Sergipe, o Camping é uma espécie de acampamento de férias, através do qual os atletas recebem orientações técnicas, táticas, teóricas e psicológicas, com o objetivo de melhorar o rendimento em suas modalidades.

Até o dia 3 de julho, 98 jovens atletas que se destacaram nas Paralimpíadas Escolares de 2018 ficarão hospedados no Centro Paraolímpico Caixa, em São Paulo, para treinamentos.

Primeira e segunda etapas

O Camping Escolar tem como objetivo proporcionar a jovens atletas, com idade entre 12 e 17 anos, o primeiro contato com a rotina de um atleta de alto rendimento.

Na primeira etapa, no final de janeiro, eles passaram por testes e avaliações, treinos especializados, para melhoria de suas performances, além de palestras com técnicos do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e atletas profissionais. Eles foram avaliados durante todo esse período, e a intenção, agora, é de que mostrem progresso.

“A segunda fase é ainda mais importante do que a primeira, que foi um primeiro encontro para mostrar a eles toda a agenda e a vivência de um atleta de alto rendimento. A partir daquele momento, nós acompanhamos todos os atletas, inclusive nas competições nacionais. Nosso objetivo é prepará-los para que em 2024 ou 2028, representem o Brasil nos Jogos Paralímpicos”, comenta o coordenador de Desporto Escolar do CPB, Ramon Pereira.

Esta é a segunda edição do Camping Escolar Paralímpico. Em 2018, as modalidades foram atletismo e natação. Na edição deste ano, foram acrescentadas as seguintes modalidades: bocha, basquete em cadeira de rodas, futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, judô, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

Fotos por: Divulgação / Unidade Escolar