Aguarde, carregando...

Site institucional da Superintendência Especial de Esporte

Logomarca da Superintendência Especial de Esporte

Governo leva 8 mil estudantes ao último Aulão de Revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio

Autor(a): Ítalo MarcosVisitas: 54

08 de novembro de 2019

Twitter Facebook WhatsApp WhatsApp

Imagem de Capa

Faltando dois dias para a realização da segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio, cerca de oito mil alunos estiveram na Arena Batistão, em Aracaju, onde a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) promoveu o segundo grande Aulão de Revisão para o Enem 2019. Coordenada pelo Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), a revisão foi uma forma de os estudantes reverem os assuntos que cairão nas provas, além de se entreterem, encontrar os colegas e receber dicas dos professores.

O secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, Professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, esteve presente ao evento e deu boa sorte a todos os que farão o Enem. "O Aulão Preparatório, a cada ano, tem si mostrado um evento de grande sucesso, culminando em uma grande aprovação dos nossos alunos no Enem e em outros vestibulares. Isso mostra a nossa preocupação com o futuro desses jovens, que estudaram o ano inteiro e que agora vieram aproveitar os últimos momentos de revisão. Desejo a todos uma boa sorte nas provas, no domingo", declarou.

A diretora do Dase, Professora Eliane Passos, enfatizou que o Aulão de Revisão tem crescido a cada ano. "Esse aulão é um processo de conquista e a tendência é estar sempre aumentando a quantidade de participantes. Nós temos uma grande meta, que é levar essa cultura do Pré-Universitário também para o ensino médio. As ações precisam ser atrativas para todos os alunos da rede estadual. Queremos levar para eles essa metodologia diferenciada e estimulante para que os nossos alunos prossigam ao nível superior", disse.

A logística de acolhimento contou com a distribuição de kits de lanches, apostilas impressas e sorteios de brindes, além de 140 ônibus e 22 micro-ônibus disponíveis para trazer à capital os alunos do interior. Essa mesma estrutura estará em funcionamento no próximo domingo, 10, dia do Enem, como forma de acolher os estudantes.

 

Revisão

 

No início da tarde, os estudantes começaram a chegar nas arquibancadas da Arena Batistão. Em um palco instalado no meio do ginásio, a banda "A Trupe", formada por ex-alunos do Pré-Universitário do polo Ulisses Guimarães, de Umbaúba, fizeram o acolhimento dos estudantes, tocando músicas de diversos estilos, indo do pop rock ao axé. Antes e durante a revisão, algumas instituições de ensino superior fizeram o sorteio de brindes, como Tablets e Chrome Books.

O jovem Phylipe Matos dos Santos é aluno do polo de Indiaroba e pretende cursar História. Ele conta que no domingo passado teve um desempenho melhor que o esperado e está confiante para as próximas provas. "A preparação que recebi do Pré-Universitário foi muito importante porque eu terminei os estudos em 2017, já estava parado há algum tempo, e quando retomei, estudei vários assuntos importantes durante o curso. Essa semana dei uma maneirada nos estudos, para relaxar a mente, e acredito que vou me sair bem", declarou.

Já Allan Santos Cruz, do polo de Estância, pretende fazer o curso de Engenharia Elétrica. "Acho que fiz bem as provas do domingo passado e estou com boas expectativas para as próximas. No Pré-Universitário revisei assuntos durante o ano inteiro com professores bem qualificados. Participei de aulões e acredito que vou tirar notas excelentes", disse.

A aluna Luiza Pereira de Campos estuda no Centro de Excelência Professor Abelardo Romero Dantas e também no Pré-Universitário. Ela pensa em estudar Psicologia ou Letras, pois se identifica com a área de Humanas. "Na escola pública tive uma preparação maravilhosa. No Pré-Uni nós tivemos todo o suporte para ter o melhor desempenho possível na hora do Enem. Além de passar os conteúdos, os professores nos deram dicas preciosas. Nos dedicamos o ano inteiro para isso, então temos que ficar calmos e saber que tudo o que absorvemos durante o ano, vamos conseguir lembrar nas provas", afirmou.

Crislaine Jesus Andrade, aluna do Colégio Estadual Murilo Braga, em Itabaiana, quer fazer o curso de Contabilidade. Ela acredita que se saiu bem na prova de domingo e disse que na escola pública estadual teve uma boa preparação. "Vim hoje pelo incentivo e estímulo dos professores, pois o que eles passarem de conteúdo aqui poderá cair nas provas", declarou.

 

Para todas as idades e redes de ensino

 

O Aulão de Revisão do Pré-Universitário teve um público bem variado. Apesar de contar com uma maioria de alunos jovens da rede estadual de ensino, o evento contou com a presença de pessoas de todas as idades e de estudantes de escolas particulares. Com 54 anos de idade, a técnica de enfermagem Maria da Conceição Bispo estava na arquibancada da Arena Batistão também para conferir as dicas dos professores. Ela estuda no polo do Centro de Excelência Francisco Rosa Santos, em Aracaju, e pensa em fazer o Enem para o curso de Fisioterapia.

"A vontade de crescer me fez querer voltar a estudar novamente. O conhecimento é importante e a gente não pode parar. Vi no Pré-Universitário uma chance de retomar meus estudos. Eu me considero um exemplo para os jovens, pois com a idade que tenho, ainda penso em crescer e vencer na vida", disse.

Lucas Nunes Cordeiro Cavalcante estuda no Colégio Amadeus, unidade de ensino particular de Aracaju, mas mesmo assim foi aproveitar as dicas do Aulão do Pré-Uni. "Vi que seria uma aula diferenciada, mais divertida, sem perder de vista os conteúdos. Para mim hoje é a revisão que mais importa, pois são as aulas de disciplina de exatas, e achei que seria muito bom participar", disse ele, que pretende cursar Engenharia Elétrica.

A sua colega, Larissa Maria Melo Bezerra, pensa em fazer Medicina Veterinária ou Zootecnia. "Eu vi que esse aulão teria uma dinâmica diferente, então vim para pegar os assuntos e relaxar também. Nessa última semana tentei descansar mais e aproveitar as dicas que os professores nos passaram", declarou.