Aguarde, carregando...

Site institucional da Superintendência Especial de Esporte

Logomarca da Superintendência Especial de Esporte

CONHEÇA O BOULEVARD DOS ATLETAS

Autor(a): Ascom/ FaesVisitas: 13

12 de outubro de 2021

Twitter Facebook WhatsApp WhatsApp

Imagem de Capa

Os JUBs já começaram e, entre jogos e noites de sono, os atletas se reúnem diariamente para comer, se conhecer e trocar experiências. É no Boulevard dos Atletas, localizado no Centro Internacional de Convenções do Brasil – CICB, que os competidores se reúnem para se alimentar e conversar.

 

Todos os dias, ônibus da competição buscam os 3 mil atletas em 22 hotéis espalhados pela Capital Federal e os levam para o boulevard. “O Boulevard dos atletas é o coração dos JUBs. Por aqui, servimos almoço e jantar e é aqui também o onde temos ativações de experiências. Neste ano, teremos ativações do Banco do Brasil, da Monster, da Secretaria de Turismo, ciclismo virtual e outras atrações”, confidencia Sthefany Marques, produtora da CBDU.

 

A expectativa é que os atletas se encontrem no boulevard e troquem experiências, sejam elas esportivas ou não. “É um espaço de convivência, para conhecer e se inspirar em outros atletas, saber de outros esportes, ver novas realidades. Trazer para a relação pessoal o que o esporte proporciona para cada um”, analisa Sthefany.

 

O transporte é garantido, também, para levar os atletas às competições e no retorno dos competidores aos dormitórios. “É uma competição que vai mexer com todo o Distrito Federal. São 15 locais de competição, 22 hotéis credenciados e mais de R$ 12 milhões movimentados só durante os 8 dias de competição”, afirmou o Deputado Federal Júlio César Ribeiro em pronunciamento na Câmara dos Deputados.

 

Protocolo sanitário garante segurança de atletas e colaboradores

 

A Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) segue protocolos sanitários de para garantir segurança e saúde dos participantes do JUBs. Os atletas que ainda não estão completamente imunizados passam por testes de Covid-19. Todos são testados antes do credenciamento e dos jogos:“A CBDU já tem avaliado formatos seguros durante todo o ano. Temos seguido protocolo sanitário antes das competições e tentamos manter um ambiente de bolha para os atletas. Além disso, tem todo o trabalho de conscientização sobre a responsabilidade de cada um com o todo”, reitera Sthefany Marques.

 

Universidade Federal de Sergipe presente nos JUBs

 

Comandados pelos professores Marcelo Alves e Randeantony Nascimento alunos e alunas da Universidade Federal de Sergipe estão participando da 68ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros, futsal, badminton, atletismo são alguns dos esportes que eles e elas buscam um bom desempenho e quem sabe conseguir uma medalha para nosso Estado. Segundo o professor Randeantony a UFS está apoiando e desenvolvendo diversas atividades desportivas com seus estudantes, são projetos que vão além da sala de aula e contribuem para a formação do cidadão: “toda a diretoria está apoiando o esporte e procurando dar o suporte necessário para que os docentes possam fazer o melhor dentro das quadras, piscinas, campos ou qualquer outro espaço desportivo. Entendemos que o esporte proporciona experiências que marcam para toda uma vida”. O professor ainda ressaltou que as emoções vividas dentro do ambiente esportivo são uma excelente forma de preparar os futuros profissionais que um dia tomaram decisões com uma base extraordinária.

Kawan Santana é atleta do futsal masculino e junto com sua equipe fez seu primeiro jogo nessa terça-feira contra a UNIRV-GO, o resultado não foi o esperado e a derrota por 2x1 não estava nos planos: “a gente começou muito nervoso, tomamos dois gols, fomos pra cima deles, fizemos um e por pouco não conseguimos o empate. Estamos recebendo muito apoio de todos que fazem a UFS e isso é muito gratificante, vamos lutar até o fim para representar da melhor forma possível nossa instituição”.

A UFS está no grupo ‘F’ e além da UNIRV-GO, vai enfrentar Multivix-ES e UFAC-AC, a classificação para a próxima fase ainda é uma realidade e após a partida os atletas sentaram, ouviram a comissão técnica e disseram que amanhã (hoje) será outro dia.